Saúde em Ordem mostra que bares e restaurantes deveriam ser um dos últimos setores a reabrir nas capitais brasileiras

A ferramenta Saúde Ordem, que integra o Farol Covid e orienta uma reabertura faseada das atividades no Brasil, mapeou a segurança sanitária e a contribuição econômica de diversos setores da economia em todos os estados do país.

O resultado da análise, divulgado em matéria do Jornal O Globo, demonstrou que que o setor de alimentação, que contempla bares e restaurantes, deveria ser um dos últimos retomados em todas as capitais, exceto Manaus, e em 99,8% das cidades brasileiras.

Para chegar a esta conclusão, o Saúde em Ordem cruzou dados sobre o risco de contágio por Covid-19 para os trabalhadores de cada setor, com a contribuição econômica que aquela atividade tem em cada região, medida pela massa salarial do setor. 

A ferramenta sempre orienta o início da reabertura pelas atividades que apresentam mais segurança sanitária para os trabalhadores e maior contribuição econômica para a região. 

A análise leva em conta também o peso da economia informal em cada região e mostra que atividades industriais, pecuária e agricultura seriam os primeiros setores mais seguros para retomada em quase todos estados.

O Saúde em Ordem está disponível para acesso de qualquer interessado dentro do Farol Covid. 

Acesse a matéria completa com os resultados do estudo no site do Jornal O Globo. 

Esse conteúdo foi útil pra você?

Você trabalha no setor público?